BLOG

Técnicas de irrigação e como economizar água

Publicado em por admin

A irrigação é necessária em plantações para suprir as necessidades hídricas, principalmente em áreas áreas nas quais há uma baixa, má distribuição ou irregularidades de chuvas. Só que muitos têm utilizado as técnicas de irrigação sem estabelecer o plano de irrigação adequado. Ou seja, sem a segurança para conduzir a irrigação, não se identifica o tipo ideal para cada cultura. Sem contar que, há enormes desperdícios de recursos hídricos utilizados, fazendo com que a atividade não seja sustentável. Por isso, ao contrário do que muitos pensam elaborar um bom projeto e aplicá-lo demanda muito planejamento, monitoramento e não podemos deixar de lado a boa gestão.

Existem atualmente três tipos comuns de irrigação. São eles:

Superficial – caracteriza-se pelas irrigações por inundações e as irrigações por sulcos, muito comum em plantações de arroz. Como vantagem, é de baixo custo. Porém, em contrapartida, água parada pode ser prejudicial às raízes das plantas por impedir a respiração.

Localizada – Essa técnica é muito utilizada nos dias atuais, sendo muito aplicada na produção de frutíferas. Os dois sistemas básicos na irrigação localizada são a microaspersão e o gotejamento. A vantagem é a maior economia de água, que é distribuída com uniformidade. Já um ponto negativo seria o alto custo de implementação inicial, porém, vale ressaltar que na irrigação por gotejamento a economia de energia pode chegar a 60% quando comparado aos demais sistemas de irrigação. 

Aspersão – este tipo simula uma chuva artificial. Como vantagem, há o baixo custo de mão-de-obra e elevada eficiência de aplicação. Já como desvantagem, é limitada pelas condições de vento e declividade. Além disso, pode prejudicar o solo se não tiver um bom sistema de escoamento.

É importante ter um bom sistema de irrigação e que seja adequado ao tipo de solo, condições climáticas e tipo de plantio. O agricultor também pode buscar soluções para evitar o desperdício da água, criando um sistema de reaproveitamento de água pluvial na irrigação, armazenando água das chuvas e também reutilizando água que anteriormente seria desperdiçada. A tecnologia de equipamentos como evaporímetro e pluviômetro permite que técnicos saibam exatamente a necessidade de água do solo em cada lavoura, evitando danos à produção agrícola e ainda proporciona redução de custos.

Categorias: Blog. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois × 3 =